Inovação em cuidados de saúde de valor

Inovação em cuidados de saúde de valor

Este grupo de investigação tem como objetivo desenvolver métodos interdisciplinares para avaliar o valor em saúde e apoiar a mudança de paradigma para cuidados de saúde baseados em valor.

Com foco em Saúde Digital, estão a ser desenvolvidas e validadas metodologias inovadoras para medir resultados e custos em saúde. Além disso, o grupo tem criado metodologias para validação em contexto real e avaliação de valor nas inovações de saúde digital.

Os principais tópicos de pesquisa são:

  • Definição de vias de saúde, cuidados e análise de valor;
  • Ciência de dados de saúde e métodos de aprendizagem das máquinas;
  • Recolha de resultados e análise de custos;
  • Literacia digital e de saúde para capacitação do paciente;
  • Validação em contexto real de tecnologias digitais em saúde;
  • Design de serviços em saúde digital;
  • Interação homem-computador para uma melhor saúde e resultados pessoais.
     

Devido à abordagem interdisciplinar, os projetos de pesquisa são desenvolvidos de forma colaborativa, com várias partes interessadas na área da saúde.

Esta abordagem passa por incluir equipas clínicas em todos os projetos, apoiadas na avaliação do valor das suas intervenções em saúde. Também são desenvolvidos estudos-piloto para apoiar desenvolvedores e fornecedores de tecnologia médica na avaliação do valor das inovações digitais na área de saúde.


Em termos de metodologia, a investigação na área de Inovação em Cuidados de Saúde de Valor é desenvolvida com recurso a metodologias diversas, pela natureza multidisciplinar dos investigadores deste grupo. 

São essencialmente utilizados dados de contextos reais de prestação de cuidados de saúde, para análise retrospetiva ou prospetiva de outcomes clínicos, reportados pelos doentes ou de processo, bem como de custos ou impacto socioeconómico. Os dados quantitativos são recolhidos com base na importação de dados de unidades de prestação de cuidados de saúde ou na medição através de aplicações digitais ou dispositivos internet-das-coisas (IoT). Para análise quantitativa, são utilizados métodos estatísticos e métodos avançados de aprendizagem automática (machine learning). Os dados qualitativos são recolhidos por entrevistas, questionários ou focus groups, e a sua análise recorre a métodos descritivos, de análise indutiva ou dedutiva. São utilizados diferentes métodos para a recolha e análise de custos, diretos e indiretos, com objetivo de avaliar o impacto económico de intervenções em saúde. As ferramentas mais utilizadas para a análise e visualização de dados são programas de software para análise estatística e ambientes de programação em Python, R, entre outros. O mapeamento de processos centrados no doente é trabalhado com ferramentas de process modelling.

Os nossos Investigadores

Adalberto Campos Fernandes

Ana Catarina Maia

Ana Escoval

Ana Filipa Mourão

Ana Londral

Ana Lúcia João

Ana Margarida Advinha

Ana Maria

Ana Rita Lameiras

Ana Rodrigues

Carlota Louro

David Ferreira

David Mendes

Eduardo B. Cruz

Ermelinda Caldeira

Francisco Von Hafe

Helena Canhão

Helena Telles Antunes

JESUS CORTES

Joana Lobo Pimentel

Jorge Bravo

José Alberto Parraça

Lara Guedes de Pinho

Liliana Laranjo

Luís Gomes

Manuel Lopes

Maria Chora

Maria Margarida Goes

Maria Otília Zangão

Mariana Peyroteo

Marta M. Marques

Patricia Ribeiro Brito

Paulo Faria Boto

Pedro Dias

Rita Gonçalves

Rúben Araújo

Salomé Azevedo

Sofia Azeredo

Sofia Pinheiro

Sofia de Oliveira Martins

Soraia Ferreira

Susana Duarte

Sérgio Laranjo